SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************
Contador Grátis Miguel Souto: ANIMAÇÃO "AMOR À PRIMEIRA VISTA"

Quem sou eu

Minha foto

Radialista, nascido em Aracaju-Se, estudante de administração, amante da astronomia - vê na Ciência/Cosmologia o meio para a resposta da maioria das grandes questões. Compositor que também desenha, e além disso, escreve roteiros e cria outras coisas. Ateu, empático, pacifista. Apaixonado por rock, música eletrônica e filmes, sobretudo de ficção. Autodidata, obsecado por conhecimento.

MINHAS ANIMAÇÕES

Loading...

domingo, 6 de março de 2016

ANIMAÇÃO "AMOR À PRIMEIRA VISTA"



Após três semanas de intenso trabalho, finalizei a animação "Amor à primeira vista".

  Sinopse: Um personagem chamado Miguel, que curte rock e não sabe tocar nada, se mete em problemas em seu apartamento, e conhece, de modo surpreendente, o amor de sua vida! 




O meu site Tirinhas do Miguel está quase pronto, faltando pequenos ajustes, e resolvi estreá-lo com uma animação exclusiva, onde houvesse personagens animados oriundos das tirinhas. Poderia utilizar animações antigas, mas apresentar um conteúdo inédito em vídeo num novo site de tirinhas inéditas é primordial.


Curiosidades e dados da produção:

Comecei a animar no flash (desconsiderando a vetorização dos personagens no corel) no dia 11 de fevereiro, acabando dia 03 de março.

Composta por 20 cenas e 33 tomadas, se fizermos a média de 3 horas de trabalho em cada uma delas - obviamente há algumas que requisitaram o dobro do tempo -, você pode ter uma visão geral da complexidade nos bastidores.

Os prédios e cenários, todos eles foram criados no corel. Há algum acabamento no próprio flash e photoshop. A lua da primeira cena veio de "Sonho de Astronauta". Falando na primeira cena, além dos veículos, nuvens e personagem que se movem, há um movimento simulado nas árvores.

No quarto de Miguel, como não poderia ser diferente, adicionei um poster estilizado de Elvis e de Kurt Cobain, meus maiores ídolos (Elvis com seu adereço de flores dados por fãs em Aloha - Hawaii, e Cobain com jeans rasgado tocando com a mão esquerda sua guitarra). Tá aí uma pequena homenagem.

Uma característica marcante na animação é a distorção de alguns objetos. Exemplos: tela do computador do quarto de Miguel, linhas tortas na mesa de áudio e partes de prédios.

A personagem Aline, gostosa como sempre, está na animação, no outro prédio. O movimento das cortinas das janelas, à propósito, foi feito frame a frame, modificando as linhas no flash.

Gostou dos movimentos dos cabelos do Miguel? Foram diversos ajustes até obter esse resultado. Usei a ferramenta 'bone', mas com numerosas poses pra acompanhar aquelas posições frenéticas da cabeça.

O personagem que vai até o quarto de Miguel foi trazido da animação "Humanos do Planeta Água". Embora não esteja no site (ainda talvez), foi o que mais se adaptou a um corpo musculoso impondo domínio, ameaça.

A porta se abrindo, movimento que dura meio segundo, necessitou de quase uma hora de trabalho. Fiz cinco desenhos no corel das posições da porta, os exportando como .AI, formato onde não há perda alguma de qualidade.

Nessa cena, no diálogo entre os dois, assim como na cena em que Miguel cai no quarto da mulher, deixei os personagens em primeiro plano um pouco desfocados. Os salvava em JPG no corel, e utilizava  a ferramenta "blur" no photoshop. Esse procedimento foi realizado também em cenários, pra destacar completamente o personagem.

Há na animação diversos detalhes que consumiram enorme tempo e que mal são visualizados. A mesa onde o personagem aumenta o volume, por exemplo, é idêntica a que possuo em casa pra gravações comerciais. Tirei foto da mesma e a vetorizei em quase duas horas, pois há em vários botões, variações no ângulo, então foi preciso ajustar botão por botão. A bolsa com ferramentas, vista quando o personagem pega a barra de aço, foi feita em mais de meia hora.

A porta caindo também foi frame a frame, mas feita diretamente no flash.

A expressão facial do Miguel durante o susto e pedido de clemência foi feita em detalhes no corel. Não sei se você percebeu, mas há uma dilatação da pupila e até um pouco de catarro saindo do nariz dele.

A cena do slow motion me custou duas tardes inteiras! Uma pra criação do cenário no corel e outra pra animar. Os prédios tiveram influência de prédios reais em uma foto da internet, porém houve diversas modificações. A praia, a pracinha, o cruzamento etc. 

Nessa cena comecei animando os veículos, a praia em várias camadas, palhas dos coqueiros (três em cada um), árvores das pracinhas e da rodovia (nesses casos, foram movimentos simulados, ou seja, em cima do desenho fixo, criei camada e desenhei folhas, em partes específicas extremas, as movendo). 

Ainda nessa cena, seguindo a ordem, introduzi o personagem com rosto feito previamente no corel, como já abordei, e corpo criado no flash. Após leves movimentos corporais, inseri o cabelo e finalmente os vários vidros com opacidade. Acho que chegam a dez pedaços.

Inicialmente a ideia era o personagem pegar uma arma de fogo e atirar em Miguel. Enquanto ele caia da janela, veríamos os projéteis passando. Descartei a ideia por que tornaria a animação contextualmente falando, obscura, violenta. A barra de aço ficou mais compatível com o objetivo cômico leve.

A cena em que Miguel agarra-se aos cabos também foi trabalhosa, necessitando de grandes ajustes nos movimentos corporais. Para chegar ao produto final foram necessárias duas tardes inteiras. 

Analise comigo minuciosamente: desenhar no corel o prédio naquele ângulo específico, animar o personagem caindo, balançando-se, impulsionando-se e projetando-se até a janela, sempre sincronizando membros  - mesmo usando o 'bone' que facilita grandiosamente a animação, ao fazer movimentos bruscos ou longos, a trajetória é sempre reta e objetiva. Daí você tem que redirecionar quadro a quadro ou pose a pose. Depois, adicionar os dois cabos que serão animados, sincronizá-los com movimentos do personagem. 

Na sequência, ainda falando dessa cena, substituir as mãos do personagem, afinal elas estavam abertas e agora fechadas, segurando os cabos. Após, incluir o rompimento dos cabos, frame a frame. Em seguida, cabelo do personagem. Depois, substituição de parte do prédio onde personagem passará e quebra da janela, além de inserção de vidros caindo. Agora você percebe claramente o penoso processo.

Na tomada em que Miguel cai no quarto da mulher, apenas inseri dois desenhos dele do corel, passado previamente no photoshop pra desfocar. Um caindo e outro já sentado. O movimento simulado foi feito no flash. Depois inseri os vidros, também anteriormente desenhados no corel e desfocados no photoshop.

A mulher desprovida de beleza ou feia mesmo, foi desenhada no corel (vinda da animação "Seja empreendedor" e levemente modificada). A ideia inicial era de que ela estaria sentada na cama, mas a dificuldade em desenhar uma posição ideal das pernas foi tamanha, que optei em deixá-la em pé, atrás da cama. Falando nisso, o cenário veio da animação "Casais e balões".

Por fim, adicionei movimentos dos seus peculiares cabelos e no close final aumentei a gama de detalhes nos dois personagens.

Quando finalizei a animação propriamente dita, parti pra segunda fase, a edição. O processo visual, o mais prazeroso, foi rápido. Em cerca de 30 minutos estava tudo editado. Claro, a animação durava mais de 3 minutos e ao inserir o áudio, pra deixá-la mais dinâmica, foi preciso uma nova edição.

Então chegou a terceira fase: áudio. A dividi em duas etapas: efeitos sonoros junto com murmúrios de personagens, e trilhas. Antes disso, naturalmente, tive que assisti a animação e anotar todo tipo de som necessário, um roteiro sonoro.

Gravei os murmúrios, os modificando no SoundForge e busquei na net efeitos sonoros livres específicos. Após sincronizar tudo, uma atividade quase microscópica, dediquei uma tarde inteira para a criação da trilha.

A primeira música que utilizei foi criada no Magix Music, simples, com poucos acordes. Na sequência, usei a "Te deixei". Há acordes distorcidos e errôneos. Foi proposital, pois não sei tocar guitarra mesmo! (risos).

A introdução, bem como a última trilha criei no teclado, um Casio CTK 3200, que adquiri recentemente. Para a intro, um piano alegre, com batidas do MMusic. Para o final um flash/Pop totalmente criado no teclado, composto por 6 notas, um conjunto bem atraente e emotivo, fugindo dos quatro acordes comuns. As outras pequenas trilhas, como quando Miguel é atacado, criei no MMusic e FL.

No momento da captura da triha no CTK 3200, usando a UCA 220 e o SoundForge, houve um pequeno atraso misterioso entre o ato de pressionar as teclas e o áudio emitido no pc e registrado. Após diversas tentativas de configurações, terminei gravando em separado: bateria com acompanhamento e depois acordes agudos. Pra isso gravei a bateria no celular, a escutando e tocando a segunda parte isoladamente. Verificarei posteriormente se é hardware ou software.

Pra renderizar em Full HD, mais 25 minutos. E olha que renderizei umas 6 vezes até chegar a última versão satisfatória.

É preciso comentar que não há efeito de sombra e luz na animação, exceto em tomada específica. Se o fizesse, o processo levaria ainda mais tempo.

Agradecimentos registrados aqui ao amigo radialista sergipano Jeferson Oliveira, que opinou sobre a dinâmica dos movimentos e a minha maninha Ellen Layane, sempre atenta ao processo e trazendo motivações.

Espero que ainda essa semana meu site esteja aberto ao público. Ainda não publiquei a animação no facebook. Farei isso assim que o site estiver efetivamente no ar.

Obrigado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo(a), sua opinião é relevante. Esse espaço é todo seu. Críticas, retificações ou ratificações são sempre bem vindas. Não utilize, porém, palavrões ou depreciações. Obrigado.