SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************
Contador Grátis Miguel Souto: Dezembro 2015

Quem sou eu

Minha foto

Radialista, nascido em Aracaju-Se, estudante de administração, amante da astronomia - vê na Ciência/Cosmologia o meio para a resposta da maioria das grandes questões. Compositor que também desenha, e além disso, escreve roteiros e cria outras coisas. Ateu, empático, pacifista. Apaixonado por rock, música eletrônica e filmes, sobretudo de ficção. Autodidata, obsecado por conhecimento.

MINHAS ANIMAÇÕES

Loading...

sábado, 26 de dezembro de 2015

REFLEXÃO SOBRE O NATAL - SOLSTÍCIO

Feliz solstício ou natal! 

Ontem, dia 25 de dezembro, comemorou-se o natal, pelo menos em grande parte do ocidente. 

Muitos, influenciados pela tradição religiosa, não percebem que sua origem data antes do nascimento de Cristo*.  Essa comemoração é herança direta de festas pagãs homenageando o Sol (mais uma vez os humanos reverenciando a natureza, o simples fato da inclinação do planeta propiciando aparente elevação solar).

No dia 24 de dezembro, ocorreu o solstício de inverno (menor dia do ano a partir do qual a duração do dia começa a crescer) nos EUA, e o de verão (longo dia do ano) no Brasil. Tais eventos naturais que marcam inicio de mudanças nas estações e consequente efeitos nas colheitas etc, inspiraram mitologias como as persa e hindu que reverenciavam as divindades de Mitra ("Sol Vencedor"). Logo estas, por sua vez, foram estrategicamente adaptadas ou impostas por Roma/Igreja (Sol Invictus): eis que temos o Natal.

Quanto ao nascimento de Cristo não há data precisa, apenas conveniências - cientificamente falando há grandes inconsistências estruturais gerais. Sim, embora a existência de Cristo seja aceita por muitos historiadores, faltam evidências fidedignas e os pouquíssimos parágrafos a ele referidos como em livros de Flávio Josefo (37 d.C., Jerusalém, Israel - 100 d.C., Roma, Itália), foram supostamente alterados pela imponente Igreja católica.

Convêm, portanto, lembrar que todas as mobilizações de natal são oriundas de festas pagãs, e hoje impulsionadas pelo marketing, comemorando um feito natural de inclinação do eixo da Terra. Apenas isso. Estamos festejando o "nascimento" do Sol. A fé e a cultura força-nos a substituir esse sol por um menino chamado Jesus.

Em todo caso, reunir a família, refletir sobre ações e abraçar amigos são gestos nobres. Feliz Solstício!

* Não há a mínima referência ou vaga indicação sobre a data de nascimento de Cristo, somente adaptação estratégica. Pessoalmente falando, não posso provar que Jesus não existiu, mas receio de que seja apenas um símbolo fictício criado ou modificado pela Igreja católica. E se existiu, foi um moreno, de estatura mediana (diferente do padrão europeu difundido) que pregava a paz e humildade, mas jamais realizou feitos sobre humanos. 

É no mínimo intrigante e suspeito de que um humano tão relevante e revolucionário na sociedade da época não tenha deixado registros históricos, principalmente na chamada Dinastia Júlio-Claudiana que abrange toda sua existência e posterior influência: (31 a. C. - 68 d. C.) - Octávio (ou Otaviano) César Augusto (31 a. C.- 14 d. C.), Tibério (14 d. C.- 37 d. C.), Caio Calígula (37 d. C.- 41 d. C.), Cláudio (41 d. C.- 54 d. C.) e Nero (54 d. C.- 68 d. C.). 

Tecnicamente o Imperador César Augusto ou Tibério, principalmente, poderiam mencionar seu nome numerosas vezes, dado o suposto impacto comportamental e influência do Messias e seus seguidores que desafiavam ao sistema. 

Fica evidenciado aqui meu agnosticismo quanto a vida de Jesus. E como disse, mesmo que ele tenha existido, foi um humano com boas ideias, mas desprovido de poderes. Além disso, termos religiosos como "salvação" e "vida eterna" que são ligados diretamente as ações promovidas pelo Cristo, não são relevantes numa consciência ateísta (sequer tem significado), mas sim, num cérebro que necessita de um único mecanismo capaz de enxergá-las: fé.



Texto: Miguel Jr Arts

quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

ITSNOON - VIGÉSIMA QUARTA ILUSTRAÇÃO



Mais uma participação no Its, agora na chamada: Qual é a sua chamada?

Essa é uma ilustração reformulada da vigésima primeira,uma das que mais gosto e que não obteve sucesso. Acredito que a ideia reflexiva proposta com o texto comportou-se adequadamente a linguagem visual infantil.



Quando crianças desejávamos ser como alguém (até mesmo um super herói) ou exercer uma atividade prazerosa, idealizada, fazer algo especial, destacar-se, ser feliz. E agora? O que fizemos? Estamos realizados? Tudo transcorreu exatamente como desejávamos? Receio que não. 



Essa ilustração nos remete a esse período mágico e à reflexão de nossas ações e circunstâncias que contribuíram para nossa situação atual - o por quê de estarmos assim agora -, bem como nos instiga a agir hoje para finalmente concretizar nossos sonhos infantis. 



Há coisas legais que ainda não fizemos, sonhos grandiosos ou mesmo ínfimos, mas significativos, não concretizados. Por isso criei essa ilustração, a lancei na rede e espero que seja selecionada pra refletirmos sobre aqueles desejos perdidos, porém ainda possíveis.



Há sonhos meus que não foram concretizados, uns impossíveis como voar como o Superman - sim, quando pequeno, amarrava uma toalha no pescoço e pulava freneticamente do sofá ansioso por voar como o grande herói transmitido na "sessão da tarde". Isso não significa que não posso voar, basta equipamentos ou estar em um veículo aéreo, algo que ainda não ocorreu.



Há sonhos pequenos possíveis mas ainda não realizados como a aquisição de um bom teclado ou piano, a exposição de minhas obras de arte e reconhecimento (ainda aplicando técnicas iniciais), ser oficialmente artista plástico, possuir bela residência com piscina etc.



Esses são os velhos sonhos infantis, mas há também aqueles confeccionados na adolescência e fase adulta, como: dirigir filmes de autoria própria, ter o nome destacado como roteirista em super produção cinematográfica, possuir um belo carro clássico como um mustang, visitar The Graceland, casa de Elvis, em Memphis, EUA; saltar de um avião, ter uma bela casa de veraneio, localizada, por exemplo na Praia das Maçãs, Lisboa, Portugal; possuir um ótimo estúdio de gravação de audio e video; abrir um ótimo cinema na cidade e/ou boate, conhecer Fernando de Noronha - PE, terminar curso superior e fazer artes gráficas ou psicologia, áreas que amo; oferecer lazer e boas condições à familiares, sendo possível transformar uma entediante segunda-feira ou quarta-feira num domingo, e paredes de um escritório sufocante, em gramas verdes e ondas do mar e etc e etc.


Vamos tentar em 2016 realizar ao menos algum desses sonhos, afinal ainda temos tempo - pelo menos hoje, agora!

 E vc? Qual seu sonho ainda não realizou? O que falta fazer pra realizá-lo?

Thanks.

sábado, 5 de dezembro de 2015

ANIMAÇÃO "FINANÇAS DA VIRADA" - VERSÃO DO DIRETOR

Olá. Após mais de uma semana produzindo a animação "Finanças da virada" - como já abordei naquele artigo, abaixo -, resolvi também evidenciar as injustiçadas cenas que ficaram de fora, bem como deixar aquelas divulgadas mais "à vontade".


Como havia proferido, cada cena original dura cerca de 8 segundos. Fui obrigado a mostrar apenas 1,5 s! Por isso fiz essa animação, deixando as imagens fluírem tranquilas e a locução sem tanta edição frenética.



Estendi a trilha sonora, adicionando mais elementos, como o baixo e um cimbau, assim como efeitos sonoros como burburinhos e fogos de artifício (e gritos avulsos, capturados de anônimos do youtube!). 



Não há mais o que falar sobre essa animação. Só curti-la em Full HD, numa versão desnuda, com cenas inéditas, sem maquiagem e com trilha mais imponente (pequeno rock que merece ser apreciado em volume máximo).




Siga essas dicas e seu 2016 será, financeiramente falando, melhor! See ya!

terça-feira, 1 de dezembro de 2015

VÍDEO "O BOM CARTÃO DE CRÉDITO"

Mais uma produção original. Essa é simples e pequena, porém relevante no conteúdo. 



Como já havia trabalhado intensamente numa animação por mais de uma semana e gostaria de potencializar as chances de ganhar, resolvi fazer um outro video, curto e de rápida produção. O irônico é que ele é curto, mas demorou muito pra finalização.



Inicialmente, após estabelecer roteiro de dicas, comecei a trabalhar no gráfico, que seria letreiros animados. Mas animar no Sony Vegas sem plugins 3D é complicado. O pacote BCC/Boris Continuum é tão pesado pra minha anêmica máquina que a mesma desmaia(! rssss). Consegui o "NewBlue", mas por falta de placa gráfica nem abriu (! kkkk).



Sem saída, comecei a simular o 3D, ou seja, trabalhando com a ferramenta nativa de orientação e posicionamento, dando leves giros e inclinações, porém convenhamos: é tão simples que beira o ridículo. 



Por fim, após tentativas e mais tentativas em pleno sábado e domingo, decidi pegar o celular, fazer algumas tomadas de cartões jogados no chão e estante, adicionar o texto 2D mesmo.



Quando o vídeo estava sendo renderizado pela quadragésima vez, ontem, dia 30 de novembro, a conexão com o servidor caiu. Ainda esperei até próximo às 23 horas, mas a net não voltou. Postei o vídeo hoje, dia 01. Provavelmente não entrará em competição com os demais referente aos vídeos do mês. A curadoria escolhe 5 videos no primeiro dia útil do mês posterior, mas não sei se aqueles postados nas primeiras horas desse mesmo dia útil são computados. Pelo menos concorrerá em 02 de janeiro.



O resultado ficou simples, mas interessante, com visual diferenciado, afinal diminuí o tamanho das telas. Cá pra nós: foi por causa da baixa resolução da câmera do celular, 640 X 480!



Vídeo curto, compacto, mas com estilo elegante e ótimo conteúdo, afinal pesquisei pra c******! Em todo caso, mais um pra competir e, primordialmente, auxiliar as pessoas em suas decisões administrativas. Siga essas dicas e sua relação com seu cartão de crédito será prazerosa.


A música autoral utilizada foi "Afternoon", a chamada do Conta pra Mim chama-se: "Como você organiza as compras do cartão de crédito para não gastar mais do que pode?" e os cartões (com logomarcas cuidadosamente escondidas) são meus, de minha mãe, de meu pai e de um colega,
muitos inativos.


Thank you.