SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************
Contador Grátis Miguel Souto: VICTOR E VICTÃO COSMONAUTAS - 024

Quem sou eu

Minha foto

Radialista, nascido em Aracaju-Se, estudante de administração, amante da astronomia - vê na Ciência/Cosmologia o meio para a resposta da maioria das grandes questões. Compositor que também desenha, e além disso, escreve roteiros e cria outras coisas. Ateu, empático, pacifista. Apaixonado por rock, música eletrônica e filmes, sobretudo de ficção. Autodidata, obsecado por conhecimento.

MINHAS ANIMAÇÕES

Loading...

quinta-feira, 22 de maio de 2014

VICTOR E VICTÃO COSMONAUTAS - 024

Victor e Victão Cosmonautas 024: uma conversa sobre nanotecnologia, impressão 3D e sua aplicação direta na medicina - nano-medicina - que muito em breve estará presente na vida humana. E sim, é verdade: falta de sexo também pode causar estresse!

Análise temática da tirinha:

A nanotecnologia, bem como a impressão de órgãos a partir de células tronco prometem revolucionar e prolongar a vida humana. Não serão necessários, por exemplo, transplante. Não receberemos um diagnóstico tardio de câncer, por exemplo. E se acontecer, ao invés de quimioterapia que afeta células saudáveis (pra não comentar sobre os efeitos colaterais em todo o organismo) os nano-robôs trabalharão localmente, ou seja, nas células doentes. O exército de nano-robôs vasculharão diariamente nosso organismo, detectando problemas, solucionando-os, ou emitindo alertas de prognósticos.

Em alguns anos imagino - como relatado em meu roteiro de ficção e catástrofe: 2118: Recomeço - uma pessoa em frente ao espelho do banheiro de seu quarto, pela manhã, recebendo da inteligência artificial da casa, um alerta sobre níveis e resíduos de substâncias anormais na urina. Imagino, como no roteiro, nano-robôs estancando sangramento e holograficamente emitindo mensagem ao hospital mais próximo etc.

A tecnologia em alguns anos prolongará a vida humana para cerca de 140 anos. Quem sabe poderemos ultrapassar esse limite. O ideal seria a imortalidade, mas como estamos falando de células que se duplicam com falhas, necessitaremos de domínio total do DNA e ligação direta com a robótica. Ainda consigo imaginar, por mais estranho que pareça, um cérebro dentro de um robô - aí sim, talvez, a morte poderá ser finalmente dominada! Estaremos por aqui ainda?

Tirinha e texto:
Miguel Jr Arts

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo(a), sua opinião é relevante. Esse espaço é todo seu. Críticas, retificações ou ratificações são sempre bem vindas. Não utilize, porém, palavrões ou depreciações. Obrigado.