SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************
Contador Grátis Miguel Souto: CAZOS DE CAZAIS - 004

Quem sou eu

Minha foto

Radialista, nascido em Aracaju-Se, estudante de administração, amante da astronomia - vê na Ciência/Cosmologia o meio para a resposta da maioria das grandes questões. Compositor que também desenha, e além disso, escreve roteiros e cria outras coisas. Ateu, empático, pacifista. Apaixonado por rock, música eletrônica e filmes, sobretudo de ficção. Autodidata, obsecado por conhecimento.

MINHAS ANIMAÇÕES

Loading...

sexta-feira, 28 de fevereiro de 2014

CAZOS DE CAZAIS - 004

De volta Cazos de Cazais (após o trabalho com "Sonho de astronauta 2"). 
Dessa vez destacando - de modo cômico - o tema ciúme, tão comum nas relações. 

Aproveitando o tema e espaço, registro minha opinião:
Quando se está com alguém, ocupa-se a disponibilidade dessa pessoa, ou seja,
o lugar de outro pretendente. Por isso devemos fazer o melhor possível, melhor até do que o outro candidato faria. Se desempenharmos bem nosso papel, dificilmente o(a) companheiro(a) irá buscar outro(a). Se o espaço está devidamente preenchido e há satisfação, não há necessidade de busca fora da relação, exceto em casos de apimentar o sexo para os dois (hehehe). Ciúme não é necessário quando há plena confiança. 

E é bom sempre lembrar: a eternidade é enquanto a relação dura, e o corpo da outra pessoa não nos pertence. Em outras palavras explícitas e objetivas:
devemos curtir bastante cada momento e estar preparados para um rompimento, o fim da relação, pois sofreremos menos. A outra pessoa deve ser livre pra seguir seu caminho (se no mínimo, gostamos dela, queremos vê-la feliz, independente de suas escolhas).

Embora haja casos reais protagonizados por mulheres, são os homens, em sua maioria, que são possessivos. Após a companheira pedir o fim do relacionamento, ficam eufóricos, rancorosos, e cometem agressões ou mesmo crimes - absurdo! A propósito: há mais de 3 bilhões e meio de mulheres no mundo!

Muitos países ocidentais como o nosso não permite a poligamia, entretanto, viver sexual ou mesmo afetivamente com vários companheiros não pode ser considerado incorreto ou pecado (até mesmo porque na minha opinião pecado não existe). O que importa é se o indivíduo é feliz dividindo sua vida com mais de uma pessoa. Verdadeiramente o seria convivendo até a morte com uma única?

Texto e tirinha: 
Miguel Jr Arts


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Amigo(a), sua opinião é relevante. Esse espaço é todo seu. Críticas, retificações ou ratificações são sempre bem vindas. Não utilize, porém, palavrões ou depreciações. Obrigado.