SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************SEJA BEM VINDO, AMIGO (A)*****************ESTE É O BLOG: MIGUEL JR ARTS*************************************************************************************************************************
Contador Grátis MIGUEL JR ARTS

Quem sou eu

Minha foto
Estância/Aracaju, Sergipe, Brazil
Radialista, estudante de Administração, nascido em Aracaju-Se, amante da astronomia - vê na Ciência/Cosmologia o meio para a resposta da maioria das grandes questões. Compositor que também desenha, e além disso, escreve roteiros e cria outras coisas. Ateu, empático, pacifista. Apaixonado por rock, música eletrônica e filmes, sobretudo de ficção. Autodidata, obsecado por conhecimento e mais conhecimento.

MINHAS ANIMAÇÕES

Loading...

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

MÚSICAS MIGUEL COMPOSITOR



Olá. Siga-me pelo SoundCloud, PalcoMp3 e House-Mixes.

Tenho diversas músicas estritamente originais e registradas. Dance, Pop, Rock, instrumental e muito mais.

Nobody (Ninguém) é a última música que criei, até o momento. É original, reflexiva, inspirada em alguém sozinho na vida, num apartamento de qualquer cidade, esperando alguém ou algo, quem sabe a felicidade. Alguém que deseja viver, não apenas existir. Piano feito no FL, com bateria do Music Magic 16 e auxílio do S. Forge 8, além do Virtual Dj.

Curta essa e outras nos links:

SOUNDCLOUD

PALCOMP3

HOUSE-MIXES

Thanks.


domingo, 17 de agosto de 2014

MEUS ROTEIROS - DIVULGAÇÃO DE SINOPSES


Aprecio a arte de escrever roteiros. Sempre num filme presto atenção aos nomes das pessoas que criaram a história, afinal saiu da cabeça de cada uma delas, tudo que vemos na grande tela ou mesmo em casa.

Não gosto de novelas: restringem-se a dilemas familiares e amorosos, são extensas e sem ação, com algumas exceções, claro. Entretanto admiro quem as escreve: se colocar no lugar de 30 ou 40 personagens e lidar com seus dilemas amorosos, familiares, e sua evolução psíquica, social, é uma tarefa difícil. Imagino sempre os escritores se debruçando nas madrugadas para finalizar uma fala, uma cena. Tamanha é a pressão, já que há prazos a cumprir.

Quanto a filmes, adoro, principalmente de ficção, ação, terror, suspense e até drama. Raramente, comédia. Filmes são curtos, com introdução, desenvolvimento e final, geralmente. 

Há diversas técnicas para se fazer um roteiro. Destaco aqui uma série de videos do amigo roteirista Samuel Queles, com dicas e muito mais.

Até o momento escrevi 5 curta-metragens, um longa-metragem, e dois episódios para uma série de desenho animado de Tv. Abaixo explanarei resumidamente sobre cada um deles. Com exceção do longa, os outros precisam de reformatação.

Há, só uma relevante dica: registre seu roteiro na BN ou em qualquer cartório: garantirá sua autoria a nível judicial e principalmente, o imortalizará. 

Aqui abro um grande parênteses sobre imortalidade: lamentavelmente, como todos os mamíferos e seres, envelhecemos, morremos e nos decompomos. Sempre digo aos amigos que há somente duas maneiras de trazer de volta alguém que faleceu: criogenia, ou voltar no tempo. Sou ateu e embora respeite a suposta "terceira" maneira espiritual, a ignoro completa e terminantemente. Quanto a criogenia sou adepto, falta apenas dinheiro. Leia mais sobre isso aqui. A segunda, para a maioria dos cientistas, é impossível. Podemos ir para o futuro, mas não para o passado. Quanto a imortalidade aposto, sem receio, na nanotecnologia e até "avatares robóticos" dentre outros.

Resta-nos a imortalidade simbólica e que custa pouco: ficar na história. Por isso, registre tudo que você tiver: poemas, livros, roteiros. Os meus são devidamente registrados.


Sinopses dos Curtas de minha autoria:


  • Contraste da existência - DRAMA - Último dia de um idoso depressivo, que prestes a se suicidar, tem uma surpreendente visita de uma garotinha, que o faz repensar sobre a vida. Será que, ainda assim, concluirá sua ação auto-destrutiva?


  • Um lugar - DRAMA - Sete pessoas correm desesperadas num corredor com o objetivo de alcançar uma cadeira, representando um único espaço no esmagador mercado de trabalho. Há trapaças e violência entre os competidores para cumprir tal objetivo. Paralelamente, um garoto engraxate de 11 anos, busca clientes, e de repente, se vê feliz diante de inúmeras cadeiras vazias numa avenida.


  • Apologia - DRAMA - um jovem, sentado numa praça movimentada, fala sobre a vida, morte, dilemas existenciais, psicologia, motivações, incertezas sobre o futuro, realidade. Logo é surpreendido por uma possível bala perdida e morre.


  • A poesia do caos - DRAMA - Uma mulher perde familiares num acidente. Dias após, é presa por furtar diversos materiais de pintura num armarinho. Descobre-se diversos desenhos nas paredes de sua casa. Que desenhos são esses? Já na cela acontece algo surpreendente.


  • Domínio atemporal - FICÇÃO - Um jovem trafega de carro com a namorada e a sobrinha rumo ao local de casamento do irmão, quando numa ultrapassagem indevida contrária, tenta se desviar e o veículo capota. Sua namorada e sobrinha morrem. Ele acorda no hospital, e durante o uso do desfibrilador, algo estranho acontece. Por causa de tumores cerebrais, ele é transferido para um centro especializado, e de repente, o tempo pára. Percebendo a gravidade de sua situação e de seu aparente poder, ele consegue controlar o tempo e, mesmo sofrendo risco de morte, tenta voltar ao passado, ao exato momento do acidente. Ele conseguirá salvar sua namorada e a sobrinha?



Sinopse da Série de Animação Cômica para TV:


  • MD - o Mutante Desmiolado - COMÉDIA - O cientista Williams Fadney, após alguns fracassos em seus experimentos, retira um óvulo de uma gata e introduz um espermatozoide humano. Após a estranha fecundação, ele encontra um macaco fêmea e introduz o óvulo fecundado nela. Nasce MD, fisicamente humano com aspectos físicos anormais, e consciência infantil alterada. MD traz muitos problemas ao DR. Fadney, que resolve levá-lo a um Orfanato. Lá, ele se envolve em muita confusão, ao ponto de chamarem o exército para contê-lo. MD é jogado em uma residência no Rio de Janeiro, Brasil, onde muita coisa ainda vai acontecer.



Sinopse do Longa-metragem de Ficção Científica/Catástrofe:


  • 2118: Recomeço - FiCÇÃO - Em 2118, dois asteroides caem na Terra: um na Europa, outro no Brasil. Felipe Hakinny, proprietário de uma empresa de games, e sua mãe, a cientista Verônica Hakinny escapam, viajando para Marte um dia antes; entretanto, perdem parentes e amigos.  A maioria dos humanos morre. Um ano depois, Verônica e uma equipe do laboratório MTSE são enviados à Terra numa missão de reconhecimento. Felipe consegue invadir o laboratório e entrar na nave. Ao chegarem ao planeta Terra, todos são surpreendidos por canibais. A tripulação é assassinada. Verônica é raptada, estuprada e morta. Felipe os persegue até uma caverna e os mata. Dois anos se passam. Extraterrestres surgem para Felipe na caverna, e criam um portal do tempo. Felipe o atravessa e tenta convencer a ele mesmo do passado, a sua mãe e a todos sobre os eventos futuros. Será que ele conseguirá salvá-los? Os impactos serão inevitáveis? Quem eram e de onde vinheram os ETs? O que acontecerá com os dois Felipes?  

Havendo interesse, entre em contato: migueljrarts@hotmail.com 

Thank you.

sábado, 16 de agosto de 2014

ELVIS PRESLEY - 37 ANOS SEM O REI

Hoje, dia 16 de agosto de 2014, relembramos com respeito e admiração, a vida e carreira do Elvis Presley. São 37 anos sem o Rei.


São muitos os fãs de Elvis que, como eu, infelizmente não tiveram o prazer de conhecê-lo vivo. Acompanhando as imagens e sons, tentamos reviver aqueles momentos. Ele continua a conquistar admiradores, prova disso é que - de acordo com a Forbes em 2013 - foi o segundo artista que mais lucrou após sua morte, perdendo apenas pra Michael Jackson. 

Vê essa imagem acima? É do show Aloha from Hawaii, gravado em Janeiro de 1973 - o primeiro show transmitido via satélite para diversos países! Há, o Brasil ficou de fora por que a exigência de a maioria das Tvs serem em cores, não foi cumprida (Brasil quase sempre atrasado, não é?) 

Mais sobre esse magnífico show aqui.

O Rei do Rock se foi precocemente aos 42 anos, numa tarde de 1977 na sua mansão Graceland, Tennessee, Memphis, EUA, em decorrência de arritmia cardíaca, overdose de comprimidos e problemas intestinais (falta de evacuação) - oficialmente, polifarmácia ou polimedicação.

Sua voz, sua generosidade, carisma e talento únicos sempre serão lembrados.

Pra você, amigo(a) que acompanha nosso blog e curte o Rei, abaixo confira dois dos últimos shows exclusivos de Elvis do Youtube, gravados em 19 e 21 de junho de 1977. Os shows são completos, sem edição, como ocorreu como o Special da CBS, que não deixa por isso, de ser interessante. 

A qualidade das imagens dos dois shows abaixo não é alta, mas a atuação de Elvis é maravilhosa. Pra finalizar, curta o "Lost Performance", uma super edição com imagens exclusivas. Lembrando que não sou o autor dos vídeos, apenas os selecionei. 
Deleite-se com o Rei. 

Mais dados sobre a vida de Elvis, aqui.

Thank you.






terça-feira, 12 de agosto de 2014

ITS NOON - OITAVA ILUSTRAÇÃO


Oitava ilustração no Itsnoon: O que te inspira na relação de amor entre um casal?

Título: Alianças Perdidas

Descrição:
Quando não há Amor, Confiança, Compreensão, Cumplicidade, Companheirismo, a relação adormece (para sempre). Se houver alianças, elas se perdem...

Minha intenção era desenhar duas alianças entrelaçadas, e inserir entre elas, os nomes citados, mas decidi reutilizar uma tirinha de 2008(!) chamada Tira psicossomática 02 e mesclá-la com as alianças em desfoque.

A mensagem foi passada, de um ponto de vista totalmente diferente e inesperado (não diria fora do contexto, diria sob nova perspectiva). A jovem está deprimida, tomou diversos comprimidos, não quer acordar. Por que? Perdeu suas alianças, ou seja, seu amor. Os itens relevantes citados na ilustração não fizeram parte da relação. Logo, sem estrutura, a relação se foi, as alianças se foram.

Mais uma arte digital na rede mundial. Qual interpretação o juri e as pessoas terão?

Qual sua interpretação? Gostou? Comente :P

Thank you.

segunda-feira, 11 de agosto de 2014

ITS NOON - SÉTIMA ILUSTRAÇÃO


Sétima ilustração que envio pro Itsnoon. Chamada: Desenhe o que te marcou na arte, na cultura e na tecnologia nesses 15 anos.

No título coloquei:
TECNOLOGIAS HISTÓRICAS - INOVAÇÕES CULTURAIS

Na descrição explanei:
Comunicação instantânea em rede mundial. Software. Aplicativos que até revelam talentos. Exploração de Marte, Saturno e descobrimento de Exoplanetas. Perspectiva em 3D no cinema e em casa. Interação e amizades em redes sociais. Inovações que mudaram nosso mundo, agregaram valores a nossa cultura. O brilho tecnológico globalizado continuará a nos surpreender.


Minhas escolhas - pela ordem, esquerda para a direita: Curiosity, Facebook, Msn, Óculos 3D, Planeta globalizado em rede de computadores, Internet, Kepler, Cassini, Iphone com aplicativo musical. Lembrando que todas as imagens foram feitas no
Corel Draw.

Por que essas escolhas? Curiosity, uma grande missão, a maior não tripulada ao nosso futuro planeta colonizado. Foi um grande momento na exploração científica. Facebook e Msn? Sempre adorei conversar também nas madrugadas no Msn, diálogos científicos, pessoais, apimentados, troca de fotos etc, uma super ferramenta (infelizmente desativada, oficialmente). Facebook realiza um bom e essencial trabalho na interação entre pessoas. O vejo sempre como palco para expôr idéias e principalmente desenhos, videos, tirinhas originais.

Óculos 3D, ou cinema 3D, revolucionou nosso deleite na sétima arte, nos inserindo dentro de cada cena, uma evolução no cinema. Globo em rede, todos conectados, não há mais isolamento, tecnicamente falando. Setinha do mouse significa a WWW ou Net que invadiu nossas residências e ninguém não vive desconectado, praticamente. Kepler? Sim, o descobridor dos Exoplanetas lançado em março de 2009, não poderia ficar de fora: as possibilidades, inclusive de encontrar vida fora do nosso Sistema Solar são altas. 


A Cassini tá lá também, pequenina na imagem, mas super relevante, e ainda em atividade desde março de 1997, revelando de pertinho o Senhor dos Anéis e suas Luas, inclusive enviando a sonda-pousador Huygens em Titã em janeiro de 2005. E Iphone? Quem não gosta de um bom celular? Além de diversos aplicativos como medir suas calorias, criar músicas, tem câmera e ainda faz ligação!

Não sei se rola alguma grana por esse trabalho (pra desenhar o Kepler, levei 7 horas!), mas está divulgada mais uma arte, no mínimo.


Thanks.

sexta-feira, 8 de agosto de 2014

VICTOR E VICTÃO COSMONAUTAS - 034


Tirinha V.V. C. 034: finalmente conhecemos a esposa do Victão. Ela parece estar furiosa. Nosso personagem esteve no núcleo do Cometa Halley. Embora não seja mencionado o nome do descobridor, nossa pequena homenagem póstuma ao grande astrônomo britânico Edmund Halley que, em 1705, calculou os elementos da sua órbita, e previu a data do seu regresso (1758), que de fato ocorreu. Infelizmente Halley faleceu em 1742.

Vamos aguardar agora Halley em 2061!


Há, como mencionado pelo personagem Victor na primeira tirinha dessa série astronômica, a bunda da mulher de Victão é enorme - dá pra perceber, né? E olha que ela está de frente. Não vamos comentar sobre as rugas propositais e varizes! Que corte é aquele embaixo, hein? (Risos) 

Toda sexta uma Tirinha V.V.C. no site Zunkabitz. Não perca também!

Thank you.

quinta-feira, 7 de agosto de 2014

VICTOR E VICTÃO COSMONAUTAS - 033


Tirinha de número 33 da série astronômica V.V.Cosmonautas sobre a viagem do homem ao nosso satélite natural.

Nós pisamos na Lua? Sim!
Foi uma farsa da NASA? Não!

E quanto as provas de que pisamos lá? As principais (e irrefutáveis) encontram-se reunidas nessa tirinha.

Um belo bate-papo didático, preciso, confiável, e com final surpreendente - como de praxe.


Enjoy :)

Ainda está com dúvidas? Tudo bem. 

Recomendo que acesse o link do super site "Eternos Aprendizes" e curta as imagens da LRO ou Lunar Reconnaissance Orbiter.

quarta-feira, 6 de agosto de 2014

ITS NOON - SEXTA ILUSTRAÇÃO


Mais uma participação no Site ITsNoon, dessa vez na chamada: Como as empresas e as pessoas devem se relacionar daqui pra frente?

Desenvolvi algo bem estilizado, simples e direto, classificando a tendência da relação: Líder/Cliente interno X Chefe.

No Título escrevi:
Relação Empresa Futuro

Na Descrição:
Líder não manda, orienta, incentiva... Faz! Há, o chefe foi demitido! :P

É minha opinião: apesar de possuir nas mãos muito poder, se não souber lidar com o fator humano, não há crescimento empresarial, afinal sempre existirá a necessidade de mais de um humano nos negócios! Sempre!

Enjoy!

domingo, 3 de agosto de 2014

ELVIS PRESLEY - IMAGENS INÉDITAS "HURT" JUNE - 1977



Esse é um clipe, ou uma música extraída do show de junho de 1977 do Rei do Rock Elvis Presley, que encontrei no Youtube do canal  Enjoy The Word Music

O impressionante além de seu incrível show de 1977, acredito, penúltimo, é que essa é a melhor versão encontrada no YT. Não afirmaria que é plenamente alta definição ou 1280X720 (720p) ou mesmo 1920X1080 (1080p), mas, e entretanto, é a mais impressionante imagem que pude conferir do Rei no Youtube - surpreendente e emocionante. Além disso, é uma de minha músicas preferidas. 

Há, não se preocupe, amigo e amiga, comentarei minunciosamente, sobre os últimos shows do Rei e suas últimas horas (já falei sobre o mesmo aqui). Não há, embora, data prevista. :)

Enjoy!

Origem do canal: Enjoy The Word Music. Parabéns ao canaI!


sexta-feira, 1 de agosto de 2014

COSMOS - A SPACETIME ODYSSEY - CRÍTICA



Sinopse:

Cosmos, nova versão da série de 1980 de Carl Sagan, explora as leis da natureza e revela nossa posição no espaço e no tempo.


Dados técnicos:

Série veiculada originalmente nos canais Fox e Nat Geo, que estreou em março de 2014. Seus criadores são: Ann Druyan e Steven Soter.
País de origem: Estados Unidos.
Série apresentada pelo astrofísico Neil deGrasse Tyson.
Produzida por: Cosmos Studios e Fuzzy Door Productions.


Crítica:

"O cosmos é tudo o que existe, existiu e existirá. Venha comigo." - assim, na voz serena, firme, e envolvente do grande cientista e astrônomo Carl Sagan, mostrando ainda o mesmo segurando um dente-de-leão, começa o primeiro episódio de Cosmos - A Spacetime Odyssey (Uma Odisséia do Espaço-Tempo). Depois disso, Neil deGrasse Tyson comenta rapidamente sobre o trabalho de Carl Sagan, e convida-nos para uma nova viagem.

Caso queira curtir o super trailer oficial legendado, clique aqui, você será direcionado para o canal do amigo Eduardo Oliveira.

Vamos começar nossa crítica do inicio - sim: não há tanta redundância nisso, pois há histórias que começam do fim.  

Sobre a vinheta de abertura:

Adorei a "fusão" das montanhas e o olho humano, bem como a qualidade dos gráficos e a trilha sonora. Não gostei da nave: embora futurista, metálica, superfície hiper reflexiva, com ampla cabine panorâmica, não se vê claramente um sistema de propulsão, e ela viaja, na maior parte do tempo, na vertical, o mais estranho possível. A melhor parte e super criativa da vinheta de abertura é quando o dente-de-leão (Taraxacum officinale) é lançado ao ar, e surge naturalmente a forma e a Sonda Voyager (lançada em 5 de setembro de 1977) - uma brilhante e sublime junção.

Sobre a escolha de Neil deGrasse Tyson: 

Ele é astrofísico, nascido em Manhattan, Nova Yorque, EUA, em 5 de outubro de 1958. Considerando que é uma reformulação ou uma nova versão da série Cosmos de 1980, realizada por Carl Sagan e sua esposa Ann Druyan, e apresentada pelo mesmo cientista, buscaram também um especialista, formado na área. Poderiam escolher um ator, como por exemplo, o carismático Sam Neil, que em 2001 apresentou uma série de documentários chamada BBC Space. Entretanto, como já enfatizei, seria necessário um cientista, não um ator. Falando em Sam Neil, não consigo desvincular sua imagem do paleontólogo Alan Grant, de Jurassic Park, assim como Christopher Reeve ficou imortalizado no papel de Superman - desculpe-me a evasão ao tema, foi proposital, pois não resisti.

E por que Neil deGrasse Tyson? Como respondido no site Hype Science, pelos seus méritos como cientista e divulgador da ciência. Na minha opinião, poderiam ter escolhido o físico teórico estadunidense Michio Kaku que participou de vários documentários, e apresentou muito bem a Série: Física do Impossível. Motivo? Por demonstrar, acredito, maior carisma - vale lembrar que isso é estritamente subjetivo, sendo que Neil deGrasse Tyson realiza um bom trabalho. 

Poderiam ainda ter escolhido o simpático astrofísico estadunidense Alexei Filippenko, também pelo mesmo motivo.

Mais que Kaku e Filippenko, a escolha do astrônomo estadunidense Geoffrey Marcy seria perfeita, devido ao seu currículo na astronomia, simpatia e força de expressão. Desde 1995, ele vem descobrindo numerosos exoplanetas

Apesar do enorme esforço, ele não foi o primeiro a descobrir um planeta fora do Sistema Solar. Essa façanha foi realizada pelos astrônomos suíços Didier Queloz e Michael Mayor em 1995, quando divulgaram o gigante gasoso 51 Pegasi b, um enorme e intrigante marco na astronomia. Intrigante porque esse planeta do tamanho de Júpiter tem sua translação completa em 4 dias, e está a 8 milhões de Km da Estrela-mãe, ardendo a cerca de 1.000 °C! Os cientistas Alan Boss, Geoffrey Marcy e Paul Butler confirmaram a descoberta. Vale lembrar que Marcy faz diversas participações na ótima Série O Universo do History Channel.

Ratificando: mesmo com minhas escolhas pessoais quanto ao apresentador reveladas aqui, Neil deGrasse Tyson  faz um belíssimo trabalho na série, transmitindo seriedade, leveza e, às vezes, um pouquinho de humor.

Sobre o Episódio 01: De pé na Via Láctea:

Neil deGrasse Tyson fala rapidamente e "passa" com sua nave sobre a Terra, a Lua, Mercúrio, Vênus, Marte (nesse último, utilizaram uma foto real da superfície em preto e branco de uma sonda, inserindo a nave - adorei). Comenta palidamente sobre o Cinturão de asteroides, Júpiter, sua enorme mancha vermelha, visualmente convincente. Belo trabalho em CG. Daí vemos a nave viajar até Saturno, Urano, Netuno e Plutão (planeta-anão). 

Tyson se impressiona com a Voyager 1 passando por sua nave, uma bela atuação. Destaque para o disco com gravações humanas na lateral da nave. Lembrando que a Voyager 1 já passou da heliopausa ou ao meio interestelar.

Na segunda parte, ele fala sobre a Nuvem de Oort e busca por vida em exoplanetas ou planetas interestelares. Comenta sobre a visão infravermelha que nos permite enxergar além do vazio espacial. Ele lembra que moramos a 30 mil anos-luz do centro da Galáxia Via Láctea, num de seus "braços". Depois, mostra Andrômeda, grupo local, Superaglomerado de Virgem. Por fim vemos a rede de cem bilhões de Galáxias, "última linha no nosso endereço cósmico" ou Universo observável. Percebe-se que a intenção do roteirista é a de nos situarmos no espaço sideral, refletindo sobre nosso pequenino tamanho e as possibilidades lá fora. 

Uma ótima reflexão científica é quando Tyson comenta sobre o limite observável no espaço-tempo: "...Não houve tempo suficiente nos 13,8 bilhões de anos do Universo para a luz deles nos alcançar". Há menções sobre o Multiverso.

Tyson comenta sobre o ano de 1599 onde todos achavam que a Terra era o centro do Universo, e que Copérnico pensava diferente. Relata sobre um homem que passou a virada de 1600, preso, pois, claro, tinha uma ideia que interferia nos interesses da imponente e ditadora Igreja Católica. Esse foi o corajoso Giordano Bruno, 

Infelizmente apenas por propôr que existia inúmeros planetas e estrelas, Bruno foi preso por oito anos e covardemente assassinado (numa fogueira) pela Igreja Católica, que lamentavelmente durante a Inquisição eliminou/extirpou da Terra, mentes brilhantes e produtivas, impossibilitando o avanço científico da humanidade, portanto, atrasando a ciência e a intelectualidade. Ironicamente Bruno era padre, e pensou que "pregando" um universo infinito feito por um "Deus infinito" seria aceito. Ocorreu exatamente o contrário, ao extremo.

Aí surgem as animações em 2D com elementos de 3D. As animações ficaram boas, estilizadas, próximas ao real, repletas de efeitos de sombra e luz, perspectiva, primeiro plano com desfoque etc. (até tenho a impressão que utilizaram e abusaram do flash), entretanto, achei excessivas: há vários minutos seguidos de animações, dando um tom, mesmo que involuntária e indiretamente, infantil. Caso fosse o diretor, optaria por atores reais e efeitos visuais em 3D - o que acarretaria em triplicação do orçamento, óbvio.

Na terceira parte do episódio, tendo as ruas da Itália (País de Bruno) como cenário, Tyson comenta que não havia separação entre Igreja e Estado, e claro, os considerados 'hereges' tinham um fim trágico, como ocorreu com ele. 

A melhor parte da animação, é quando o personagem Bruno está preso, triste, fecha os olhos, e se liberta das correntes, voando pelo espaço - pura poesia. Claro, a representação de sua morte cruel, instiga nossa ira/indignação contra tal entidade religiosa - quanta maldade o extremismo de uma crença pode fazer. Tyson lembra que dez anos após a morte de Bruno, Galileu confirmou o heliocentrismo.

Nessa parte do documentário é abordado o aspecto "tempo". Surge a compactação, na quarta parte, do calendário do tempo, uma reformulação da ideia de Sagan: reduzir os 13,8 bilhões de anos, em 1 ano, facilitando e muito, a digestão do assunto.

Nessa escala de um ano, cada mês representa, mais ou menos 1 bilhão de anos, cada dia, 40 milhões de anos.

Gostei do Tyson com óculos, frente ao primeiro de janeiro ou Big Bang.  Os efeitos visuais ficaram ótimos. "O brilho de ondas de rádio que restaram da explosão" - é um dos argumentos expostos pelo apresentador que apoia essa teoria, que sou adepto.

Alguns dados científicos interessantes no documentário: em 10 de janeiro no calendário cósmico, surgiram as primeiras estrelas. Nossa Galáxia se formou a cerca de 11 bilhões de anos (15 de março). Nosso Sol nasce em 31 de agosto, há 4,5 bilhões de anos atrás. A vida começou, mais ou menos, em 21 de setembro, possivelmente no mar, há cerca de 3,5 bilhões de anos (para maiores detalhes sobre Eras Geológicas sugiro o site Sua pesquisa). 

Em 17 de dezembro houve uma explosão de diversidade de vida. Tyson comenta sobre o Tiktaalik, um dos primeiros peixes de barbatanas com músculos a se arriscarem na Terra. Florestas, Dinossauros, insetos, todos evoluíram na última semana de dezembro.

Há 65,5 milhões de anos um asteroide extermina os dinossauros. No documentário, sabiamente, essa informação é comprimida em um calendário, e fica exatamente assim: "São 6 e 24 da manhã no dia 30 de dezembro...". Melhor, impossível. Há, a atuação de Tyson inclinando-se um pouco e tapando os ouvidos durante o impacto? Bela, só que dessa vez, quase com tom humorístico.

Sim, o documentário nos faz refletir o quão pequeno somos, mas próximo ao final, e sobretudo na última parte, nos demonstra quão pouco tempo de existência a raça humana têm. A história documentada é curtíssima: "23 horas, 59 minutos e 46 segundos, ocupando os últimos 14 segundos".

"São 21:45 do dia 30 de dezembro, ou 3,5 milhões de anos atrás. Nossos ancestrais se levantaram e andaram. Por cerca de 40 mil gerações andamos como nômades. Há 30 mil anos atrás começamos a pintar coisas em cavernas" - são informações que devem ser memorizadas, para percebermos a imensidão do tempo e nosso lugar nesses míseros segundos.

Surge ainda uma animação de figuras rupestres e um dado curioso: a astronomia está presente desde os primórdios, afinal tínhamos referências em estrelas e marcávamos o tempo de plantar e colher, por exemplo.

Mais dados que destaco no documentário: "há 10 mil anos cultivamos terras, domesticamos animais. Faltando 14 segundos para a meia-noite ou há cerca de 6 mil anos, inventamos a escrita. Moisés nasceu 7 segundos atrás, Buda, a 6 segundos, Jesus, a 5 segundos, Maomé, a três. Só no último segundo usamos a ciência..." Vale lembrar que foi com Galileu, em 1610 (bem representado em animação nessa parte), que descobrimos novos mundos, compreendendo, por método de observação, o mecanismo do Universo.

No final desse primeiro episódio, como não poderia deixar de ser, mais uma homenagem ao grande Sagan: "Carl Sagan guiou a primeira viagem de 'Cosmos' uma geração atrás... Ele previu lagos de metano em Titã, primeiro a entender que mudanças sazonais em Marte tinham a ver com poeira transportada pelo vento, foi pioneiro na busca por vida fora da Terra, fez parte de várias missões da NASA..."

A melhor parte desse episódio, a mais surpreendente, é quando Tyson mostra o calendário de Carl Sagan de 1975, revelando que numa tarde de sábado, ambos se conheceram em Nova York. Sagan o convidou para ir até sua casa - na época Tyson tinha 17 anos. 

Sagan deu de presente para Tyson um livro e escreveu: "Para Neil, um futuro astrônomo. Carl." No final do dia, Sagan ainda o levou a estação, deu seu número e disse que poderia ligar ou mesmo dormir em sua casa - que grande e generoso gesto - emocionante! 

"A ciência é uma cooperação de gerações". Sagan incentivou não só Tyson, como muitos outros. Sua memória sempre existirá nas nossas.

Ótimo episódio, e posso garantir, ótima série - já conferi todos os episódios da primeira temporada. Série super didática, com bons gráficos e boa performance de Tyson, que como disse, não é ator (embora atue), é especialista em cosmologia. 

Essa é a crítica do primeiro episódio. Mesmo se não fizer crítica de outros, uma perspectiva geral e posicionamento pessoal foram passados da série. Pretendo ainda fazer uma crítica global da Série original de 1980.

Fica registrado aqui minha pequena homenagem à Carl Sagan (In Memorian), Ann Druyan, Steven Soter, Neil deGrasse Tyson e todos envolvidos no projeto da reformulação da série. Parabéns!

Conclusão panorâmica da Série:

 COSMOS - A SPACETIME ODYSSEY apresenta grandes momentos na ciência, revelando o poder da observação, dos métodos científicos, expandindo nossa visão do tempo e do espaço. O vasto estudo da cosmologia é bem diluído, e de fácil entendimento, pois essa série tem o propósito de despertar o censo crítico de qualquer telespectador, e o melhor, homenageando o criador da Série original, Carl Sagan. Recomendo. Diria, sem receio: série obrigatória para os amantes da astronomia! 

Imagem:
Divulgação Net

Crítica e pesquisa:
Miguel Jr Arts

quinta-feira, 31 de julho de 2014

ITS NOON - QUINTA ILUSTRAÇÃO




Essa é a quinta ilustração que envio para o Site Its Noon. Na verdade, é a segunda que envio para um site do Grupo Its, o "Its - Todo mundo lá na Vila".  A primeira foi aquela do "Paz e amor". A propósito, ganhei R$ 2,00 e um incentivo verbal oficial - obvio que é significativo.

Ainda nessa chamada criativa, entusiasmado com o resultado (risos... sério!), produzi essa quinta ilustração. Ambas estão na chamada: 
Que mensagem positiva você daria sobre o Brasil para todas as pessoas do mundo?

No título coloquei: "PAINTING".
Na descrição: PAINTING THE WORLD... WHITE, PEACE
(PINTANDO O MUNDO... DE BRANCO, DA PAZ).
Espero que, mais uma vez, a mensagem seja passada. 


Há, uma pessoa, ao visualizar a imagem, perguntou se o garoto estava pintando os países de vermelho. Com um olhar mais cuidadoso, é possível ver a cor branca no vaso de tinta, a roupa dele suja de branco, seus braços, cabelo, a tinta escorrendo pelo painel e no chão. Além disso, há um detalhe curioso, formidável e relevante: o símbolo da paz em chinês, no vaso de tinta! Percebeu o impacto no chão de uma gota de tinta abaixo da Austrália?

Sabe qual País que o garoto está pintando de branco? Paquistão! Afeganistão e Irã estão ensanguentados por completo... ainda. Estes Países precisam de muita paz, agora mais do que nunca!

Percebi tardiamente que esqueci os bolsos do short do garoto! Putz... Posso me defender sob os argumentos: "a licença artística me dá essa liberdade" ou "foi intencional, o short é simples, estilizado". Mas, esqueci mesmo.

Certo. Alguém pode dizer: "a mensagem de paz foi passada, mas e quanto ao Brasil? A resposta é: o nosso amado País está representado na roupa do personagem.

Será que ganho mais R$ 2,00?! (Risos) Todo incentivo, mesmo verbal, ou de pequeno valor, é sempre bem vindo. Chama-se reconhecimento. Em todo caso, mais uma arte digital para o Universo Virtual, com uma bela mensagem. Precisamos pintar o mundo de branco, da paz!


Inovadora a ilustração, não? Ainda assim fica a impressão (real) de uma repetição do tema. Não podemos jamais deixar de repetir que a paz é importante para a convivência numa existência tão efêmera/fugaz! 

Paz! Paz! E Paz!



quarta-feira, 30 de julho de 2014

ACESSE TIRINHA SEM VERGONHA

Acesse o Blog: TIRINHA SEM VERGONHA!

HUMOR ADULTO, SEM CENSURA E SEM FRESCURA!

PARA MAIORES DE 18 ANOS!

DUAS TIRINHAS MENSAIS: TODO DIA 15 E DIA 30!

HOJE JÁ TEM A DE NÚMERO 11. CONFIRA A DE HOJE, DIA 30, AQUI!

CONFIRA TODO O BLOG AQUI!

terça-feira, 29 de julho de 2014

ITS NOON - QUARTA ILUSTRAÇÃO


Essa é a quarta ilustração que envio para o Itsnoon. Dessa vez a chamada idealizada pela Globo é: O que te inspira na relação de amor entre um casal?
Dessa vez, não adicionei nenhum comentário a respeito da imagem (há espaço opcional no site) nem tão pouco na ilustração - inclusive cheguei a escrever praticamente um poema:"...Eleva-nos do chão, tira-nos dos limites do tempo e da razão...". Embora ache bacana, percebi que a própria imagem representa simplesmente muito mais que essas belas palavras. Coloquei no título: Amor... - as reticências foram propositais.

Sim, admito que me inspirei numa garota que, na adolescência apreciava sua beleza, seu jeito meigo, e tardiamente descobri que nutria algum sentimento. Tímido, a perdi. Entretanto seus cabelos ao vento numa tarde, são imagens imortalizadas. Até uma música chamada "Ainda te espero" de minha autoria, foi fruto dessa amizade, que poderia e quase certamente se tornaria algo mais, bastava uma atitude. Há, ela não morreu, apenas mudou-se, casou-se, acho. Moral da história? Gosta de alguém ou a aprecia, chegue e fale! Se receber um "Não", bola pra frente: há, no mínimo, 4 bilhões de mulheres no mundo!

Voltando ao Itsnoon, sobre as outras três ilustrações não me dei muito bem, embora tenha recebido vários elogios da "EmoçãoXRazão". E claro, sempre respondo.

Curiosidade sobre essa ilustração: o banquinho e a calçada foram "reaproveitados" da tirinha "Marcolínio, o crítico 05". Quando o desenho estava pronto pra ser enviado, tive a idéia: "por que não colocar o cenário da praça em preto e branco"? Acho que deu certo, afinal o objetivo da ilustração, na minha perspectiva, é mostrar que o amor faz a pessoa sair de seu cenário real e pálido, e ser levado pelo sentimento, elevando-se do chão da monotonia, solidão, tristeza. Essa é a mensagem nos gráficos.

Se mais uma vez eu não conseguir grana com isso, tudo bem: a minha arte está sendo difundida para o Brasil e o mundo (arte digital, pois em breve, irei trazer artes plásticas).

Há, não podia de deixar de comentar: dá pra ver parte da linda calcinha da personagem (he he).

Thanks.

domingo, 27 de julho de 2014

VICTOR E VICTÃO COSMONAUTAS - 032


Tirinha VVC - 32: Victor continua sua busca pelo verdadeiro amor (depois da decepção com Kelly), e claro, lançando suas super cantadas. Dessa vez, ele é surpreendido por uma "especialista em sexo".

A tirinha faz uma referência, durante a conversa, ao maior cientista vivo: Stephen Hawking, considerado depois de Einstien, o melhor ainda em atividade. O estudo dos buracos negros jamais seria o mesmo sem ele, sem comentar sobre seus questionamentos e afirmações do surgimento do Universo e de quanto pouco espaço há para Deus/divindades, perante os descobrimentos da ciência. Boa saúde e mais produtividade científica ao mestre e gênio Hawking!

Cá pra nós: a primeira cortada dela foi um chute lá embaixo (os homens sabem a que me refiro - a dor é insuportável). Há, será que Victor não tem R$ 100? Vale a pena: a personagem é gost..., quer dizer, atraente e bela :P

Enjoy! Comente. Abs

terça-feira, 22 de julho de 2014

ANIMAÇÃO THE BALL (A bola)



Nova animação na área: simples, propositalmente chata, com humor ácido e, claro, com um final bem inesperado!

Um garoto brinca de bola. Uma senhora furiosa. Algo ruim acontece.

Animação enviada para o Festival do minuto, nas categorias: futebol, puta plano, animação. Feita no Flash, com auxílio do Corel, FL Studio, Magic Music, Sound Forge, e claro, Vegas. 

Em HD :) Comente, compartilhe! Thanks

terça-feira, 15 de julho de 2014

VICTOR E VICTÃO COSMONAUTAS - 031


Tirinha 031 da série Victor e Victão Cosmonautas, abordando as Eras Geológicas do Planeta Terra, eventos determinantes, nossas origens, e questionando a influência de divindades. O personagem mantêm-se cético quanto ao sobrenatural, e explana seu ponto de vista científico. Como sempre, há humor, pois enquanto Victão expõe suas idéias, o coitado do Victor está desesperado e quase se suicida!

Tirinha com formato diferenciado, dada a necessidade da grande explanação do assunto, que é polêmico e necessitou de várias pesquisas.

Análise temática da tirinha:


A visão do personagem Victão é a mesma do autor. Aliás, o autor é ateu. Na tirinha fica claro que o personagem é cético, no mínimo. 


Não houve necessidade de Deus ou deuses nos eventos aleatórios e naturais que nos trouxeram aqui. Sabemos como as estrelas surgem, como os sistemas extra solares se desenvolvem e trabalham. Sabemos a idade da nossa estrela, como ela se formou, como a Lua pôde estar ali em cima. Temos fósseis e vemos em rochas, vestígios de mudanças climáticas drásticas, ou eventos abruptos como o que extinguiu os dinossauros a 65 milhões de anos. Podemos acompanhar a evolução dos nossos ancestrais através dos seus fósseis. A adaptação ao meio e mutações não são simples teorias: temos um ancestral comum, descemos das árvores a 3 milhões de anos. Todos vinhemos da África!

A ciência pode não ter todas as respostas, como abordada na tirinha (que por sinal, é super polêmica), mas não há espaço para o sobrenatural. Como a vida surgiu? Talvez com a água trazida por cometas ou em fontes hidrotermais etc - não sabemos com certeza. Mas a vida é comum no Universo, apenas não descobrimos isso. E olha que podemos confirmar isso logo, acredito, e em nosso quintal: Titã, Europa, Enceladus. 

Deus ou deuses não existem. São criações humanas. Se você acredita e é feliz, continue. Admito que acreditar em algo além daqui é confortante, embora uma fantasia. E mais uma vez: humanidade e empatia podem ser praticadas por pessoas "sem Deus no coração".

Tirinha, texto e pesquisa:
Miguel Jr Arts

Recomendo para pesquisa sobre as Eras geológicas o link do site:
Sua pesquisa

sexta-feira, 11 de julho de 2014

ITS NOON - TERCEIRA ILUSTRAÇÃO


Essa é a terceira ilustração que fiz para o Its Noon. Nas duas primeiras não tive tanta sorte, mas vale participar, e continuarei, quando possível.

A chamada dessa vez é: Crie sua arte para o projeto SHAKE YOUR POWER, um projeto bem bacana que visa levar energia para a população rural do Quênia, na África, através do poder da música, e claro, ilustrações de divulgação também.

Resolvi criar uma arte com mensagem simples, objetiva e alegre: Paz e amor. Na descrição escrevi: Everything the world needs! (td q o mundo precisa :) ).  


Acredito que ficou criativo, considerando a pomba, as partículas, o casal e um acabamento com um bom reflexo do "love". Muito legal. Esperar agora a seleção.
Em todo caso, tá aí mais uma arte :) 

Há, paz e amor - mais e mais! Precisamos!

quarta-feira, 9 de julho de 2014

VICTOR E VICTÃO COSMONAUTAS - 030


Tirinha de número 30 - mais dados e curiosidades sobre o nosso queridíssimo planeta vermelho. Uma breve reflexão (com teor humoristicamente ácido) sobre o aspecto psicológico referente ao grande tempo de isolamento. Sim, os primeiros aventureiros terão seus nervos testados ao máximo - longe da Terra, da família, de amigos, de lazer, sob ínfimo espaço e sem privacidade.

No caso da tirinha, o autor propõe que a viagem (no futuro) dure pouquíssimos dias ou mesmo horas, pois haverá provavelmente nova propulsão, campo protetor e neutralidade da inércia. Será que haverá cidades subterrâneas, com bares, boates e diversão? Hum... Convidativo, apesar do risco.

Há, parece pouco, mas chegar a tirinha de número 30 é significativo. É um desafio, sobretudo, gráfica e contextualmente falando. 
Parabéns ao autor! :)  

Que venham mais 30! E que continue a super parceria com o Zunkabitz, que semanalmente nos prestigia oferecendo seu relevante espaço. Obrigado, mais uma vez, ao amigo administrador, Leonardo G. S.!

quinta-feira, 3 de julho de 2014

BLOG TIRINHA SEM VERGONHA

Pra quem curte tirinha de conteúdo adulto, esse é meu blog 
(completando hoje 1 mês):
http://tirinhasemvergonha.wordpress.com/

Atenção: 
Não recomendado pra menores de 18 anos!
É humor com temática sexual explícita!

Conteúdo original. Toda terça, uma nova tirinha!

TIRINHA SEM VERGONHA

terça-feira, 1 de julho de 2014

VICTOR E VICTÃO COSMONAUTAS - 029


Tirinha 29 da série Victor e Victão Cosmonautas: uma referência a grandes nomes conhecidos e outros não tão divulgados, mas de gigantesca importância histórica/científica.

Essa tirinha homenageia, de modo peculiar e cômico, nomes como James Bowman, Antonio Meucci, e em especial, ao visionário e corajoso Giordano Bruno, que foi covardemente assassinado pela Inquisição romana/ Igreja Católica.


Como ele sustentava opiniões contrárias a fé católica, foi morto numa fogueira. Essa prestigiada
 entidade persistia na ideia do geocentrismo e reprimia e eliminava brilhantes mentes, como a de Giordano, atrasando o avanço da humanidade!

Lamentável o que um Estado nada Laico, nem democrático, influenciado por uma entidade religiosa, pode fazer com um povo ou com a humanidade! Que isso jamais se repita...


Curiosidade:


Dentro dessa série, essa foi a tirinha que mais deu trabalho no roteiro, pois precisei pesquisar muito e revisar o texto - pra você ter ideia: eu pensava que o inventor do telefone fosse Graham Bell, no entanto, ele aprimorou e patenteou a criação de Antonio Meucci, que por sua vez, infelizmente não tinha dinheiro para pagar pela manutenção da patente do telefone!

Tirinha, texto e pesquisa:
Miguel Jr Arts

quarta-feira, 25 de junho de 2014

VICTOR E VICTÃO COSMONAUTAS - 028

Identificar constelações ajudava os navegantes (aventureiros) do mar, além de ajudar os povos antigos quanto a medições do tempo, épocas de colheita, e claro, auxiliava a muitas mitologias, em suas imaginações, fábulas e superstições. Até hoje há pessoas que são manipuladas por "influências das posições dos astros" como na Astrologia. Embora respeite a Astrologia, não acredito em hipótese alguma.

  Tirinha 28 de Victor e Victão Cosmonautas fala um pouco sobre uma das mais famosas constelações: Cruzeiro do Sul. E sim, apesar da tecnologia e programas de mapeamento estelar, é bacana identificarmos os nomes de estrelas - admito que preciso melhorar nesse aspecto.

sábado, 21 de junho de 2014

ILUSTRAÇÕES ITS NOON


Essa foi a primeira ilustração que fiz para participar do ITS NOON, site que estimula a criatividade e remunera, caso o autor seja escolhido. Nesse caso, o tema ou chamada criativa era: Que imagem traduz para vc o Futuro da Educação? 

 Optei por um desenho estilizado, um garoto segurando um livro e agarrando-se a educação tecnológica (representada pelos códigos básicos computacionais 1 e 0).

Na descrição, com o título "LIVRO E EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA", escrevi: O garoto segura um livro e agarra-se à educação tecnológica, que é a luz do futuro! 

Essa é a segunda ilustração que enviei para o Its Noon na chamada: Como vc integra razão e emoção para tomar decisões na sua vida?  

Tentei ser o mais objetivo possível demonstrando a liberdade inconsequente e a análise perene e estagnada.

Na descrição, com o título "EmoçãoX Razão", escrevi: saltando com a emoção, analisando com a razão... 


Ambos os desenhos ainda estão em análise. Independente do resultado, o importante é participar e expor nossa arte.